Welcome


OS POEMAS SÃO PÁSSAROS



OS POEMAS SÃO PÁSSAROS

QUE CHEGAM, NÃO SE SABE DE ONDE,

E POUSAM NO LIVRO QUE LÊS.


QUANDO FECHAS O LIVRO,

ELES ALÇAM VÔO COMO DE UM ALÇAPÃO.


ELES NÃO TÊM POUSO NEM

PORTO.

ALIMENTAM-SE UM INSTANTE

EM CADA PAR DE MÃOS E PARTEM.


E OLHAS, ENTÃO, ESTAS TUAS MÃOS VAZIAS

NA MARAVILHA DO ESPANTO DE SABERES

QUE O ALIMENTO DELES JÁ ESTAVA

EM TI...

(Mário Quintana)



SEJAM BEM-VINDOS AO CELEIRO LITERÁRIO!!!



VISITEM, TAMBÉM, MEU CANAL NO YouTubeMarta7304





CELEIRO LITERÁRIO

domingo, 17 de agosto de 2014


A PARTIDA (Marta Tereza Araújo)


Partistes...
Para encontro e destino não previstos
Despedidas,
Não houveram
Os sonhos, 
Nutridos com a vigorosa seiva da vida, foram deixados para trás.
A semente da esperança,
Consumida pelas chamas, retarda a colheita;
Não deve morrer!
Prados e campinas haverão de florir
Germinará,
Regada pelos ideais de igualdade e justiça


(Homenagem ao estimado cidadão pernambucano, Eduardo Campos - 13.08.2014)

Total de visualizações de página