Welcome


OS POEMAS SÃO PÁSSAROS



OS POEMAS SÃO PÁSSAROS

QUE CHEGAM, NÃO SE SABE DE ONDE,

E POUSAM NO LIVRO QUE LÊS.


QUANDO FECHAS O LIVRO,

ELES ALÇAM VÔO COMO DE UM ALÇAPÃO.


ELES NÃO TÊM POUSO NEM

PORTO.

ALIMENTAM-SE UM INSTANTE

EM CADA PAR DE MÃOS E PARTEM.


E OLHAS, ENTÃO, ESTAS TUAS MÃOS VAZIAS

NA MARAVILHA DO ESPANTO DE SABERES

QUE O ALIMENTO DELES JÁ ESTAVA

EM TI...

(Mário Quintana)



SEJAM BEM-VINDOS AO CELEIRO LITERÁRIO!!!



VISITEM, TAMBÉM, MEU CANAL NO YouTubeMarta7304





CELEIRO LITERÁRIO

sexta-feira, 24 de junho de 2011

SOMEWHERE IN TIME (Em Algum Lugar do Passado) - Compositor: John Barry / Maksim ao piano - By Ine Braat and Suely Hinds


Música maravilhosa de John Barry,
 grande maestro, arranjador e compositor Britânico.
Tema do filme: Em Algum Lugar do Passado -
Maksim ao piano.


 
POEM:


Somewhere in time
Where there is time
There is tomorrow

Somewhere in time,
All sorrows pass to memory
And so the end is the beginning.

Somewhere in time,
We are as we're meant to be...
Where there is time
There is a circle.

Somewhere in time,
The circle will be completed
To you may feel
This illusion.

Somewhere in time , I know
We're certain to meet

Somewhere in time,
Love is forever.
A love that's here. A love that's
Now to last for all time.

Somewhere I know this moment's
Waiting somewhere in time.

Somewhere in time...


TRADUÇÃO

POEMA

Em algum lugar no tempo
Onde há tempo
amanhã


Em algum lugar no tempo,
Todas as tristezas passam para a memória
E assim o fim é o começo.



Em algum lugar no tempo,
Somos como que estamos destinados a ser ...
Onde há tempo
Há um círculo.



Em algum lugar no tempo,
O círculo será concluída
Para você pode sentir
Esta ilusão.



Em algum lugar no tempo, eu sei
Estamos certos para atender



Em algum lugar no tempo,
O amor é para sempre.
Um amor que está aqui. Um amor que é
Agora, para durar o tempo todo.



Em algum lugar eu sei que este momento de
Esperando em algum lugar no tempo.



Em algum lugar no tempo ...




Extraído do YouTube:

Enviado por em 30/07/2008

"Somewhere in Time", a film of 1980, is adapted from the 1975 novel Bid Time Return by science fiction writer Richard Matheson, which was subsequently re-released under the film's title. The film is famous for its beautiful musical score, composed by John Barry (which surprisingly was not nominated for an Oscar for Best Score), and often played on the piano by piano students. In addition to Barry's score, the eighteenth variation of Sergei Rachmaninoff's Rhapsody on a Theme of Paganini runs throughout the film.

Português:
"Somewhere in Time", na tradução para português "Em algum lugar do passado", é filme de 1980 do gênero drama, com a direcção de Jeannot Szwarc que retrata a vida de um jovem que retorna ao passado para resgatar uma mulher que, no presente, diz ser o seu grande amor.O filme é baseado no romance de Richard Matheson originalmente publicado com o título de Bid Time Return em 1975 e mais tarde republicado como Somewhere in Time.Trilha sonora de John Barry.John Barry Prendergast nasceu em York (Inglaterra), em novembro de 1933. Desde a infância sua vida foi marcada pelo cinema, já que seu pai era o dono da rede de cinemas da cidade. Assim, o jovem Barry tornou-se projecionista, tomando contato com a magia da Sétima Arte.

This video is a conversion made by Suely Hinds upon
one of the most beautiful and emotional PPS styled by INE BRAAT.
It goes deep in one's heart and soul.: Love, Hope, Sweetness,Dream and Music, artistic and carefully put together by Ine Braat like a bouquet of rare flowers.

**************************************
Copyright Infringement is not intended.
I only take credit for the editing I do.
Everything else; songs, video clips, etc...
belong to their respective owners.
************************************
Licença padrão do YouTube

EU SEI QUE VOU TE AMAR (Vinicius de Moraes) by Sandra Mikos



Eu Sei Que Vou te Amar

Tom Jobim

Composição: Tom Jobim / Vinícius de Moraes
 
 
Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida eu vou te amar
Em cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente, eu sei que vou te amar
E cada verso meu será
Prá te dizer que eu sei que vou te amar
Por toda minha vida

Eu sei que vou chorar
A cada ausência tua eu vou chorar
Mas cada volta tua há de apagar
O que esta ausência tua me causou

Eu sei que vou sofrer a eterna desventura de viver
A espera de viver ao lado teu
Por toda a minha vida

SOZINHO Peninha by Sandra Sá

quarta-feira, 22 de junho de 2011

ORAÇÃO CELTA - ÁRVORE DA VIDA



Que jamais, em tempo algum, o teu coração acalante ódio.
Que o canto da maturidade jamais asfixie a tua criança interior.
Que o teu sorriso seja sempre verdadeiro.
Que as perdas do teu caminho sejam sempre encaradas como lições de vida.
Que a música seja tua companheira de momentos secretos contigo mesmo.
Que os teus momentos de amor contenham a magia de tua alma eterna em cada beijo.
Que os teus olhos sejam dois sóis olhando a luz da vida em cada amanhecer.
Que cada dia seja um novo recomeço, onde tua alma dance na luz.
Que em cada passo teu fiquem marcas luminosas de tua passagem em cada coração.
Que em cada amigo o teu coração faça festa, que celebre o canto da amizade profunda que liga as almas afins.
Que em teus momentos de solidão e cansaço, esteja sempre presente em teu coração a lembrança de que tudo passa e se transforma, quando a alma é grande e generosa.
Que o teu coração voe contente nas asas da espiritualidade consciente, para que tu percebas a ternura invisível, tocando o centro do teu ser eterno.
Que um suave acalanto te acompanhe, na terra ou no espaço, e por onde quer que o imanente invisível leve o teu viver.
Que o teu coração sinta a presença secreta do inefável!
Que os teus pensamentos e os teus amores, o teu viver e atua passagem pela vida, sejam sempre abençoados por aquele amor que ama sem nome.
Aquele amor que não se explica, só se sente.
Que esse amor seja o teu acalanto secreto, viajando eternamente no centro do teu ser.
Que este amor transforme os teus dramas em luz, a tua tristeza em celebração, e os teus passos cansados em alegres passos de dança renovadora.
Que jamais, em tempo algum, tu esqueças da Presença que está em ti e em todos os seres.
Que o teu viver seja pleno de Paz e Luz!

sábado, 18 de junho de 2011

MY FUNNY VALENTINE (Richard Rogers e Lorenz Hart) Interpretação: Rod Setwart





My Funny Valentine
Sweet Comic Valentine
You Make Me Smile With My Heart
You're Looks Are Laughable,
Unphotographable
Yet You're My Favorite Work Of Art
Is Your FigureLess Than Greek
Is Your Mouth A Little Weak
When You Open It To Speak
Are You Smart
Don't Change A Hair For Me
Not If You Care For Me
Stay Little Valentine Stay
Each Day Is Valentine's Day



terça-feira, 14 de junho de 2011

CRISTOPHER GLUCK - MELODY / O AMOR - (Gibran)




O AMOR

Quando o amor vos chamar, segui-o,
Embora seus caminhos sejam agrestes e escarpados;
E quando ele vos envolver com suas asas, cedei-lhe,
Embora a espada oculta na plumagem possa ferir-vos;


E quando ele vos falar, acreditai nele,
Embora sua voz possa despedaçar vossos sonhos
Como o vento devasta o jardim.


Pois, da mesma forma que o amor vos coroa,
Assim ele vos crucifica.
E da mesma forma que contribui para vosso crescimento,
Trabalha para vossa poda.
E da mesma forma que alcança vossa altura
E acaricia vossos ramos mais tenros que se embalam ao sol,
Assim também desce até vossas raízes
E as sacode no seu apego à terra.


Como feixes de trigo,
Ele vos aperta junto ao seu coração.
Ele vos debulha para expor vossa nudez.
Ele vos peneira para libertar-vos das palhas.
Ele vos mói até a extrema brancura,
Ele vos amassa até que vos torneis maleáveis.


Então, ele vos leva ao fogo sagrado
E vos transforma no pão místico do banquete divino.


Todas essas coisas, o amor operará em vós
Para que conheçais os segredos de vossos corações
E, com esse conhecimento,
Vos convertais no pão místico do banquete divino.


Todavia, se no vosso temor,
Procurardes somente
A paz do amor e o gozo do amor,
Então seria melhor para vós
Que cobrísseis vossa nudez
E abandonásseis a eira do amor,
Para entrar num mundo sem estações,
Onde rireis, mas não todos os vossos risos,
E chorareis, mas não todas as vossas lágrimas.


O amor nada dá senão de si próprio
E nada recebe senão de si próprio.
O amor não possui, nem se deixa possuir.
Pois o amor basta-se a si mesmo.


Quando um de vós ama, que não diga:
“Deus está no meu coração”,
Mas diga antes:
“Eu estou no coração de Deus.”



E não imagineis que possais dirigir o curso do amor.
Pois o amor, se vos achar dignos,
Determinará ele próprio o vosso curso.


O amor não tem outro desejo
Senão o de atingir a sua plenitude.


Se, contudo, amardes
E precisardes ter desejos,
Sejam estes os vossos desejos:


De vos diluirdes no amor
E serdes como um riacho
Que canta sua melodia para a noite;
De conhecerdes a dor
De sentir ternura demasiada;
De ficardes feridos
Por vossa própria compreensão do amor
E de sangrardes de boa vontade e com alegria;
De acordardes na aurora
Com o coração alado
E agradardes por um novo dia de amor;
De descansardes ao meio-dia
E meditardes sobre o êxtase do amor;
De voltardes para casa à noite com gratidão;
E de adormecerdes com uma prece no coração
Para o bem-amado,
E nos lábios uma canção de bem-aventurança.

SUN SET ON THE SEA - ABSENCE (Gianluca Attanasio)

terça-feira, 7 de junho de 2011

ALMAS PERFUMADAS (Carlos Drummond de Andrade)

video

Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta.
De sol quando acorda.
 De flor quando ri.


 
Ao lado delas,
A gente se sente no balanço de uma rede
Que dança gostoso numa tarde grande,
Sem relógio e sem agenda.


Ao lado delas,
A gente se sente
Comendo pipoca na praça,
Lambuzando o queixo de sorvete,
Melando os dedos com algodão doce
Da cor mais doce que tem pra escolher.


O tempo é outro.
E a vida fica com a cara que ela tem
De verdade, mas que a gente desaprende de ver.

Tem gente que tem cheiro de colo de Deus.
De banho de mar
Quando a água é quente e o céu é azul.

Ao lado delas,
A gente sabe que os anjos existem
E que alguns são invisíveis.


Ao lado delas.
A gente se sente chegando em casa
E trocando o salto pelo chinelo,
Sonhando a maior tolice do mundo
Com o gozo de quem não liga pra isso.


 
Ao lado delas,
Pode ser abril,
 Mas parece manhã de Natal
Do tempo em que a gente acordava
E encontrava o presente do Papai Noel.

Tem gente que tem cheiro das estrelas
Que Deus acendeu no céu
E daquelas que conseguimos acender na Terra.

Ao lado delas,
A gente não acha que o amor é possível,
A gente tem certeza.

Ao lado delas,
A gente se sente visitando um lugar feito de alegria,
Recebendo um buquê de carinhos,
Abraçando um filhote de urso panda,
Tocando com os olhos os olhos da paz.

Ao lado delas,
Saboreamos a delícia do toque suave
Que sua presença sopra no nosso coração.


Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa
Do brinquedo que a gente não largava,
Do acalanto que o silêncio canta,
De passeio no jardim.

Ao lado delas,
A gente percebe que a sensualidade é um perfume
Que vem de dentro e
Que a atração que realmente nos move
Não passa só pelo corpo.
Corre em outras veias.
Pulsa em outro lugar.


 
Ao lado delas,
A gente lembra que no instante em que rimos
Deus está conosco, juntinho ao nosso lado.


 
E a gente ri grande,
Que nem menino arteiro.


Tem gente como você
Que nem percebe como tem a alma Perfumada!
E que esse perfume é dom de Deus.

ATIRE A PRIMEIRA FLOR (Rosemary Sadalla)

Quando tudo for pedra... atire a primeira flor.
Quando tudo parecer caminhar errado, seja você a tentar o primeiro passo certo.
Se tudo parecer escuro, se nada puder ser visto, acenda você a primeira luz.
Traga para a treva você primeiro a pequena lâmpada.
Quando todos estiverem chorando, tente você o primeiro sorriso. Talvez não na forma de lábios sorridentes, mas na de um coração que compreenda, de braços que confortem. Se a vida inteira for um imenso não, não pare você na busca do primeiro sim, ao qual tudo de positivo deverá seguir-se.
Quando ninguém souber coisa alguma e você souber um pouquinho, seja o primeiro a ensinar. Começando por aprender você mesmo, corrigindo-se a si mesmo. Quando alguém estiver angustiado, a procura nem sabendo o que, consulte bem o que se passa. Talvez seja em busca de você mesmo que este seu irmão esteja.
Daí, portanto, você deve ser o primeiro a aparecer, o primeiro a mostrar que pode ser o único e mais sério ainda talvez o último. Quando a terra estiver seca que sua mão seja a primeira a regá-la. Quando a flor se sufocar na urze e no espinho, que sua mão seja a primeira a separar o joio, a arrancar a praga, a afagar a pétala, a acariciar a flor.
Se a porta estiver fechada de você venha a primeira chave. Se o vento sopra frio, que o calor de sua lareira seja a primeira proteção e primeiro abrigo. Se o pão for apenas massa e não estiver cozido, seja você o primeiro forno para transformá-lo em alimento.
Não atire a primeira pedra em quem erra. De acusadores o mundo esta cheio. Nem por outro lado, aplauda o erro, dentro em pouco a ovação será ensurdecedora. Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu. Sua atenção primeiro para aquele que foi esquecido, seja você o primeiro para aquele que não tem ninguém.
Quando tudo for espinho atire a primeira flor, seja o primeiro a mostrar que há caminho de volta. Compreendendo que o perdão regenera, que a compreensão edifica, que o auxilio possibilita, que o entendimento reconstrói. Atire você, quando tudo for pedra, a primeira e decisiva flor...

Fonte: Mensagens e Poemas


Total de visualizações de página